Em maio do ano passado, o LinkedIn alcançou 43 milhões de usuários no Brasil, que se tornou o quarto maior país da plataforma – Estados Unidos, China e Índia estão à frente.

Foi-se o tempo em que era considerado apenas como um “espaço para publicar seu currículo”. O LinkedIn é hoje uma rede extremamente viva, com publicações informativas de renomados profissionais e empresas, e que permite uma enorme troca de informações e de contatos. É, sim, onde você pode expandir sua rede profissional de relacionamentos, o que pode te beneficiar ou até permitir que você beneficie outras pessoas, já que indicações são muito frequentes na plataforma. O usuário pode contar ainda com o Boletim Diário do LinkedIn, em que editores da plataforma resumem as principais notícias para a vida profissional.

E a rede é extremamente democrática, pois abre espaço para nós, simples mortais, publicarmos nossos conteúdos.

Ideias, conquistas, inovações, análises, dúvidas e desafios – tudo pode ser compartilhado não apenas nos espaços para posts, mas também nos artigos do LinkedIn.

E por que publicar artigos?

  • Você mostra o conhecimento em sua área;
  • Fortalece seu currículo;
  • Demonstra sua experiência;
  • Se mostra aberto a dividir o que sabe;
  • E também aberto a buscar soluções em conjunto;
  • Pode se tornar fonte ou referência para um assunto ou um mercado;
  • O seu conteúdo pode apoiar a geração de negócios ou a conquista de clientes.

 

Escrever o quê?

Aqui, não escapamos das regras básicas do desenvolvimento de bom conteúdo: é preciso escrever o que sua audiência quer ler, discorrer sobre os temas que ela está interessada. Esse é o primeiro ponto, na verdade, para qualquer canal ou rede social: se colocar no lugar de quem vai ler. Se não me interessa, por que vou escrever?

Dividir experiências, contar trajetórias, discutir tendências – vale tudo.

Pense em um título atrativo e seja sempre claro no seu texto; as pessoas se cansam de ler textos confusos ou formais demais, e simplesmente desistem. No artigo, considere estar conversando com o leitor. E mantenha a publicação de artigos como um hábito, obrigue-se a fazer sempre, ou um único texto cairá facilmente no esquecimento.

As vozes mais ouvidas da plataforma são anualmente anunciadas e ficam reunidas sob a marca LinkedIn Top Voices; a lista dos 25 brasileiros relevantes da rede em 2020 está aqui – que tal começar se inspirando em cada um deles?