Na Língua Portuguesa, existem palavras que têm o som muito parecido entre si, e que se diferem apenas por uma letra ou acento. Elas recebem o nome de ‘homófonas’, e podem até parecer uma pegadinha. É preciso ter atenção para não errar, especialmente ao escrever uma redação ou um e-mail no trabalho, por exemplo.

Veja alguns exemplos:

Descrição e discrição – descrição é quando se especifica algo; já discrição é sinônimo de modéstia, compostura.

Seção e sessão – seção é a divisão de algo, como repartição ou departamento; e sessão é a duração de algo, como a sessão do teatro.

Dispensa e despensa – dispensa é quando alguém é dispensado de um dever ou é demitido; já a despensa é cômodo da casa em que se guardar os alimentos.

Cumprimento e comprimento – comprimento se refere ao tamanho de algo; já cumprimento é o ato de cumprir ou de saudar (cumprimentar).

Mal e mau – a maneira mais fácil de gravar um e outro é lembrar que mal é o contrário de bem e mau é o contrário de bom.

Traz e trás – traz é a conjugação do verbo trazer, sinônimo de levar ou transportar; e trás indica uma situação posterior como atrás ou após, é um adverbio de lugar.

A melhor forma gravar o que cada uma quer dizer é praticando a leitura e a redação e, tendo dúvidas, recorrer ao bom e velho dicionário – confie nos dicionários online, mas não apenas no Google.

Acompanhe no site da Ventura outros textos em que falamos sobre dúvidas que as pessoas têm com nosso idioma, como o uso dos porquês, o uso da vírgula e o emprego da palavra onde.