O marketing digital é uma estratégia que pode trazer bastante sucesso e visibilidade para um negócio, mas não basta simplesmente adotar por adotar; ele também exige conhecimento e profissionalismo.

As redes sociais, por exemplo, se tornaram canais essenciais de divulgação. O que antes era uma plataforma para postar algo pessoal ou descompromissado, acontecimentos do dia a dia, hoje é usado para divulgar marcas, produtos e serviços. Porém, não basta fazer um post e colocá-lo na rede; o comunicador precisa entender como funciona cada plataforma e saber qual a melhor estratégia.

A jornalista e professora Rachel Silva explica que cada mídia social tem sua particularidade, e que é dever do comunicador conhecer cada uma delas. “As mídias sociais não são todas iguais, elas foram criadas com propósitos diferentes e, por isso, o conteúdo para cada uma deve ser muito bem pensado. Além de estar presente como usuário dessas plataformas, o comunicador deve estudá-las. Para isso, existe muita informação disponível na própria internet, além de livros e artigos acadêmicos. Quem quer se destacar na profissão precisa buscar um diferencial e o conhecimento é uma boa estratégia para brilhar na área.”

Conhecer como funciona cada mídia vai ajudar o comunicador a saber por onde começar. “É preciso ter bem claro, em mente, quem é o público-alvo, quais as suas características e seus interesses, pois assim poderemos escolher a linguagem, o tom e os assuntos a serem tratados. Também é fundamental estar sempre consciente de quais são os objetivos de comunicação, isto é, o que queremos alcançar com essa comunicação? Todos os conteúdos postados devem ser pensados para nos guiar até esse objetivo, caso contrário estamos perdendo tempo nas redes”, explica a professora e jornalista.

Fazer um bom planejamento para saber a periodicidade dos posts também é muito importante quando usamos as mídias sociais em um negócio. Não deve se “entupir” a timeline com conteúdo em excesso, mas também não se deve cair no limbo. “Não dá para fazer um post hoje e depois ficar quinze dias sem publicar nada. Por outro lado, também não é legal saturar as pessoas de informações, pois corre-se o risco de se tornar inconveniente”, explica. Por isso, é importante que o comunicador sempre se mantenha atualizado sobre as mídias. “As mudanças são rápidas, então o que sabíamos há seis meses pode estar desatualizado hoje”, complementa Rachel.

Jornalista também cria conteúdo para as mídias

Para muitos jornalistas, trabalhar com mídias sociais é coisa para os profissionais da publicidade ou do marketing, mas esse pensamento está errado; essa área cresce cada vez mais para eles e, segundo Rachel Silva, todo profissional que tem um bom conhecimento sobre os conceitos centrais da comunicação consegue se destacar no mercado de trabalho.

“É tudo uma questão de se adaptar e de buscar a formação que falta, fazendo cursos extras e ler muito a respeito. Faculdade nenhuma prepara o aluno para tudo. Cabe a cada um expandir seus conhecimentos e construir o seu saber conforme a sua necessidade ou a sua curiosidade, partindo da base sólida que o curso de graduação oferece com excelência”, conclui.